Nova Santa Rita comemora seu 29º aniversário de emancipação política

Nova Santa Rita comemora seu 29º aniversário de emancipação política

O município de Nova Santa Rita, conhecido como a terra da agricultura orgânica, comemora neste sábado, 20 de março, seu 29º aniversário de emancipação. Não é um tempo de festa, pelo contrário, o período sugere que todos sigam mantendo o distanciamento social e os protocolos sanitários vigentes. Mas, nada nos impede de saudar e homenagear, cada um da sua casa, essa tão amada aniversariante.

Para o presidente da Câmara Municipal, vereador Ildo Maciel da Luz, “é importante destacar que neste momento de crise, tanto financeira como da saúde, que assola todo o mundo, o Poder Legislativo e Executivo de Nova Santa Rita, vem somando esforços para que a população possa ter acesso a um atendimento médico de qualidade e principalmente, a vacina, que é a grande esperança de todos nós”.

O comércio local, bem como as indústrias e empreendimentos de todos os portes, também estão no centro das atenções, tanto nesta Casa, como no Executivo Municipal. “Temos trabalhado, para que os impactos de tudo que estamos vivendo,  possam ser enfrentados da melhor maneira possível. Prezando sempre pela saúde e fonte de sustento de todos os seus munícipes”, completa o presidente.

Sobre o município e suas origens

Distante apenas 21 km da capital gaúcha, a jovem cidade, que tem como padroeira Santa Rita de Cássia, e possui uma área de total de aproximadamente 217,868 km², onde residem cerca de 30 mil habitantes, já foi a morada de índios carijós, taba do tronco tupi, que permaneceram nestas terras até as primeiras incursões de bandeirantes e tropeiros, iniciada em 1732.

A agricultura que até hoje é uma das principais atividades econômicas do município, foi marcada, até o final da década de 1940, pelo cultivo de aipim, melancia, melão, pepino, moranga e hortaliças.

A construção da BR 386, que teve seu primeiro trecho inaugurado em 1972, foi um marco para o crescimento da região, até então conhecida como 2º Distrito de Canoas. A nova via além de facilitar o transporte de carga e o deslocamento dos moradores para outras cidades, fez com que diversas empresas se estabelecessem ao longo da estrada, gerando empregos e o desenvolvimento do comércio.

A emancipação

O movimento emancipacionista teve inicio em 1987, mas no primeiro plebiscito realizado, a maioria dos votos, foi para que não houvesse a separação de Canoas. Quatro anos mais tarde, com a formação de uma comissão pró-emancipação e a realização de uma nova consulta em 10 de novembro, Nova Santa Rita enfim foi declarada emancipada, com 64% de aprovação.

A Lei Estadual nº 9.585/1992, foi consolidada em 20 de março de 1992, pelo então governador do Rio Grande do Sul, Alceu Collares.

Andréia Pires - CMNSR
Jornalista - MTB 17976/RS

 

 


Tags: